Desenvolvimento Regional

O desenvolvimento regional encoraja as comunidades economicamente desfavorecidas para melhorar o seu bem-estar económico, social, cultural e ambiental por se entender o potencial dos recursos de uma região e dos seus habitantes. A criação de riqueza através da expansão do desenvolvimento económico sustentável melhora a qualidade de vida e, portanto, é considerado como um pré-requisito para o desenvolvimento regional. Com exceção do urbano English Riviera Geopark, os geoparques europeus estão localizados em áreas rurais com o desenvolvimento económico lento, altos níveis de desemprego e declínio da população. Por definição, um Geoparque Europeu é um território que combina a protecção e promoção do património geológico com o desenvolvimento local sustentável.

A Rede Europeia de Geoparques foi fundada em 2000 por quatro territórios (Reserva Geológica de Haute-Provence, na França, a Floresta Petrificada de Lesbos, na Grécia; o Geoparque Vulcaneifel, na Alemanha; o Parque Natural de Maestrazgo, em Espanha) e, posteriormente, cresceu para incluir 59 geoparques em 21 países europeus até Março de 2014. A estratégia de desenvolvimento, que inicialmente foi focada no património geológico / geomorfológico e no turismo geológico sustentável (geoturismo), expandiu-se para incluir e promover o património natural e cultural destes territórios, a fim de incentivar a realização do seu potencial económico. Programas educativos são uma componente importante na sensibilização para o potencial desenvolvimento local e para a possibilidade de criação de novas oportunidades de emprego. O nível de emprego local sustentável pode ser atingido pelo apoio e desenvolvimento de pequenas e médias empresas, promoção do turismo, dos produtos locais e da gastronomia, o desenvolvimento de atividades educativas ao ar livre e desportos ativos, utilizando bens culturais e promovendo a proteção do ambiente.

O desenvolvimento de candidaturas a financiamento para apoiar o desenvolvimento regional através da cooperação transnacional entre Geoparques Europeus, ou por meio de projetos específicos dos Geoparques é, portanto, uma componente importante das atividades de um Geoparque. Os geoparques europeus, com o apoio das iniciativas da União Europeia para a cooperação transnacional entre zonas rurais da Europa, como o INTERREG e LEADER, têm promovido aspectos de desenvolvimento regional nos seus territórios. O desenvolvimento local nos Geoparques Europeus também pode ser feito através de financiamento regional ou do governo como, por exemplo, no English Riviera Geopark, que em 2009 recebeu um apoio substancial do programa de financiamento do Government Seachange do Reino Unido. Através do desenvolvimento dos seus territórios, pelo trabalho em parceria com entidades locais, os Geoparques Europeus cumprem muitos dos objectivos dos programas de desenvolvimento regional. Oportunidades locais de emprego são criadas através do geoturismo, da promoção do património natural e cultural, e da expansão das atividades turísticas mais tradicionais. A protecção e conservação do meio ambiente que visa proporcionar os turistas com experiências agradáveis e memoráveis também contribui para a criação de novos empregos. O desenvolvimento de centros de informação, museus e exposições gera emprego temporário para designers e dá emprego permanente à população local.

O desenvolvimento local também é promovido por meio de atividades que visam o desenvolvimento de novas produtos e artesanato, a promoção de produtos locais de qualidade e a organização de festas promocionais e espaços de promoção de produtos locais em centros de informação do Geoparque. Alguns Geoparques desenvolvem campanhas promocionais avançadas através do estabelecimento do “selo de qualidade do Parque), como em Adamello-Brenta, na Itália, Subbeticas e Cabo de Gata, em Espanha. O Geoparque de Lesbos organiza o festival anual de agroturismo, com a participação de 60 produtores locais e cooperativas femininas de agroturismo.

Os programas de formação que envolvem um Curso Intensivo Internacional sobre Geoparques e formação profissional em geoparques também foram iniciados. O Geoparque Bergstrasse-Odenwald oferece formação profissional e envolve as partes interessadas locais como embaixadores para as Redes Europeia e Global de Geoparques. A iniciativa “Geoparque no local” oferece aos visitantes passeios atraentes em que a informação científica está relacionada com o conhecimento local e suporta a economia local, incluindo visitas a restaurantes, fazendas e lojas de artesanato.

O “Landmarks Project” no Geoparque Harz Braunschweiger Land Ostfalen benefícia de uma rede de membros que partilham a promoção de instalações e eventos, bem como a publicidade e comercialização do geoparque através de websites de informação. Os Geoparques também têm promovido com sucesso o turismo sustentável através do desenvolvimento de trilhos de BTT.

A criação de um Modelo de Paisagem no Parque Aventura na Água, no Parque Natural Styrian Eisenwurzen, na Áustria, é um exemplo de como um geoparque pode usar os seus conhecimentos técnicos para melhorar as instalações dentro de uma atração local pré-existente. O Modelo de Paisagem promove uma compreensão do ciclo da água através do jogo. Geoparque Madonie reforçou a sua identidade cultural através da publicação de um estudo sobre a preservação e comércio de neve no centro-oeste da Sicília (1500 – 1900), realizado por Luigi Romana.

A Rede Europeia de Geoparques partilha experiências no desenvolvimento regional e visa fortalecer a cooperação entre os geoparques através da criação e implementação de estratégias comuns para o desenvolvimento do geoturismo, atividades educativas e culturais. Durante a Semana Europeia de Geoparques, os geoparques celebram a sua geodiversidade e promovem a conscientização pública sobre geoparques transeuropeus e a necessidade de proteger o património natural.

A Rede Global de Geoparques foi criada em 2004 e integra geoparques da Europa com os geoparques da Ásia e das Américas. O contrato de cooperação entre o Geoparque Global Mt. Lushan (China) e Bergstrasse-Odenwald (na Alemanha) marcam uma primeira etapa na cooperação transcontinental entre geoparques, contribuindo assim para os objectivos da UNESCO em relação à Rede Global de Geoparques, que são “Conservação, Educação e Turismo”. A possibilidade e potencial para o desenvolvimento da cooperação transcontinental entre Geoparques é uma excitante nova direção para a Rede Europeia de Geoparques e para a Rede Global de Geoparques.

Os Geoparques tratam sobre as pessoas que aí vivem e a sua interação com os visitantes nos seus territórios. O sucesso dos programas de desenvolvimento regional nos Geoparques em última análise depende da participação activa da população local levando ao seu sentido de propriedade e capacitação em influenciar futuros desenvolvimentos dentro da sua região.